9 Invenções que foram acidentais e você não sabia

Nem tudo é milimetricamente pensado. Às vezes, ideias podem surgir quando se menos espera.

Conheça 9 invenções importantes que foram descobertas de maneira acidental e você nem fazia ideia!

São produtos bastante conhecidos e muito utilizados nos dias de hoje.

Veja:

1- Dinamite

dinamite

Na tentativa de estabilizar a nitroglicerina, um líquido explosivo, o químico e engenheiro sueco Alfred Nobel e sua equipe, presenciaram alguns acidentes. Um deles acabou sendo fatal para seu irmão mais novo e algumas outras pessoas, em Estocolmo, na Suécia, no ano de 1864.

Após o acidente, e a descoberta da instabilidade da nitroglicerina, ocorreram algumas especulações de que Nobel começara a trabalhar duro na tentativa de encontrar uma forma de armazenar os materiais explosivos com segurança. Além de testar formas de detonar os explosivos.

Alguns dizem que Nobel encontrou a chave para estabilizar a nitroglicerina por meio de outro acidente. Enquanto transportava o material explosivo, algumas latas quebraram e o líquido começou a vazar, mas foi perfeitamente absorvido pelo material que envolvia as latas – o diatomito, um tipo de rocha sedimentar. O que levou Nobel a explorar este material como estabilizador dos explosivos.

Em seguida, Nobel criou uma fórmula que permitiu misturar o explosivo com diatomito, sem prejudicar sua potência. Ele patenteou sua invenção em 1867, dando o nome de dinamite.

2- Forno Microondas

microondas

Percy Spencer, um americano que trabalhava na empresa Raytheon produzindo magnetrons (um tipo de tubo que libera energia para sustentar radares), descobriu as microondas através de um pequeno incidente. Enquanto cientista na Segunda Guerra Mundial, Spencer foi visitar um laboratório da empresa Raytheon e notou algo estranho ao inspecionar um magnetron: uma barra de chocolate presente no seu bolso havia derretido.

Após este episódio, Spencer foi em busca de outros alimentos para “desafiar” o aparelho, e decidiu optar por grãos de milho. Depois do sucesso com a pipoca e outros alimentos, em 1945, Spencer inventou uma outra máquina com tecnologia parecida, que deu origem ao microondas que temos hoje.

3- Viagra

viagra

Simon Campbell e David Roberts, dois pesquisadores que trabalharam na empresa farmacêutica Pfizer, desenvolveram uma droga com o objetivo de tratar a pressão arterial alta e uma condição cardíaca denominada angina.

No final dos anos 80, o medicamento começou a ser testado em humanos e não se mostrou eficaz como o previsto pelos pesquisadores. Por outro lado, foi verificado umefeito colateral reportado por vários pacientes, que revelaram o surgimento de ereções. Os pesquisadores da Pfizer procuraram então estudar mais sobre este efeito colateral.

Foi aí que, ao invés de usar a droga para tratar pressão alta e problemas cardíacos, o grupo lançou um novo teste para disfunção erétil. E o resultado foi um sucesso! O Viagra, como foi chamado, foi aprovado pela FDA (Food and Drug Administration) em 1998.

4- Marca-passo

marca-passo

Com o pensamento revolucionário de como corrigir problemas naturais no corpo humano, Wilson Greatbatch foi em busca de uma solução para o “bloqueio cardíaco”, um problema no qual o coração não recebe mensagens dos nervos para bombear o sangue corretamente.

Diferentemente de outros cientistas que utilizavam grandes aparelhos para estimular o músculo cardíaco, Greatbatch queria inventar um implante menor para fazer o trabalho.

Enquanto construía um oscilador para gravar os sons das batidas do coração em animais na Universidade de Cornell, em 1958, ele acidentalmente pegou o transistor errado e instalou em seu dispositivo. Mesmo percebendo o erro, Greatbatch estava curioso para saber o que aconteceria. Ele ligou o oscilador, apesar de achar que não funcionaria, e percebeu que o dispositivo emitia pulsos elétricos rítmicos – um padrão conhecido similar ao de um coração.

Sua invenção, conhecida como o marca-passos de hoje, era ideal para enviar pulsos ao coração. Ele aprimorou o dispositivo testando em animais antes de implementá-lo em um humano pela primeira vez, em 1960.

Antes disso, os dispositivos que funcionavam como marca-passos eram do tamanho de uma televisão e davam choques quando eram ligados.

 5- Velcro

Velcro

O que Velcro, pelo de cachorro e carrapicho têm em comum?

Para o engenheiro elétrico George De Mestral, tudo. Depois de voltar do passeio com o seu cachorro, De Mestral percebeu como os carrapicho se prendiam perfeitamente ao pelo do seu cão. Com isso em mente, pegou um microscópio para examinar o efeito de perto.

Ele descobriu que o carrapicho é formado por vários ganchinhos que se grudam facilmente aos fios da roupa e aos pelos do seu cachorro. Pensando nisso, o engenheiro testou vários outros materiais, criando superfícies com ganchos e fios para criar um vínculo mais forte. Em 1955, De Mestral definiu o nylon como material para aperfeiçoar sua invenção acidental, e a chamou de Velcro.

Até hoje utilizamos o Velcro diariamente.

6- Sacarina (Adoçante)

adocante

Sacarina é o adoçante artificial mais antigo e foi descoberto em 1879 pelo pesquisador Constantine Fahlberg, que estava trabalhando na Universidade Johns Hopkins, no laboratório do professor Ira Remsen.

Enquanto trabalhava na universidade, o pesquisador deixou derramar um produto químico em suas mãos. Fahlberg esqueceu da higiene e não lavou as mãos antes do almoço, o que fez com que o gosto do pão que comeu se tornasse adocicado.

Em 1880, os dois cientistas divulgaram a descoberta, mas em 1884, Fahlberg conseguiu uma patente e começou a produção da sacarina sem Remsen.

O uso da sacarina se popularizou após o açúcar ser racionado durante a Primeira Guerra Mundial e também com a fabricação de adoçante e refrigerantes diet.

7- Batata chips

batata-chips

Essa foi uma invenção de um chef meio descontente que ocorreu em 1853. George Crum,cansado das reclamações de um cliente que insistia em devolver suas batatas fritas de volta à cozinha afirmando que eram muito grossas e não crocantes o bastante, resolveu cortá-las de forma extremamente finas e fritá-las, fazendo com que seu cliente ficasse satisfeitíssimo. Depois desse episódio, a batata se tornou bastante popular.

8- Raio-X

raio-x

Em 08 de novembro de 1895, Wilhelm Conrad Röntgen acidentalmente descobriu uma projeção de seu gerador de raios catódicos que estava muito além do possível alcance dos raios catódicos (agora conhecido como um feixe de elétrons). Outras investigações mostraram que os raios foram gerados no ponto de contato do feixe de raios catódicos no interior do tubo de vácuo, que não foram desviados por campos magnéticos, e que penetraram muitos tipos de matéria.

Uma semana depois de sua descoberta, Röntgen tirou uma fotografia de raios-X da mão de sua esposa, que revelou claramente seu anel de casamento e seus ossos. A fotografia despertou grande interesse científico público na nova forma radiação. Röntgen nomeou a nova forma de radiação de “radiação-X” (X está para “Desconhecido”). Assim, o termo raios X (também referido como raios Roentgen, embora este termo seja incomum fora da Alemanha).

9- Coca-Cola

coca-cola

Tudo o que o farmacêutico John Pemberton queria era criar uma cura para dor de cabeça e, para isso, misturou uma porção de ingredientes – não adianta perguntar quais, pois se soubesse eu que estaria extremamente rico – mas folhas de coca (também utilizadas como ingredientes da cocaína) e nozes-de-cola estão entre os principais. Daí surgiu o nome, sugerido pelo contador de Pemberton.

O refrigerante foi comercializado pela primeira vez em 8 de maio de 1886, numa farmácia em Atlanta, como um tônico.

 

Fonte: Tudo Interessante
ff

Veja também

loading...