Os pais deixaram seu filho de 1 ano com a babá. Quando voltaram e o viram no dia seguinte, se assustaram..

Joshua Marbury e Alicia Quinney moram no EUA e são pais de Jacob. Eles quiseram ter uma noite especial só para os dois, então pediram para uma amiga do casal ser babá da criança naquela noite.
Quando eles chegaram em casa , encontraram o bebê chorando, enquanto a babá dormia no sofá. Mas até ai tudo bem, o que assustou o casal mesmo foi no dia posterior, que eles tiveram a noção do que realmente tinha acontecido com seu filho.





14474cae3a76ba58a4e20594ae32ff3d-800x731

Facebook/Joshua Marbury

Joshua, pai de Jacob, falou sobre o acontecido nas redes sociais, já que as autoridades locais não fizeram nada.

47a53961ec75842457c71fca20f468ae

ceaa0ba134477864b45b93007ad3ac45

Facebook | Alicia Quinney

“Eu normalmente sou reservado com relação aos meus assuntos familiares porque eu não preciso deste tipo de atenção. Mas este caso é diferente. DOIS meses atrás, se não mais, meu filho de 1 ano levou um tapa no lado direito do rosto da nossa babá (vou manter esta pessoa anônima) a ponto de VÁRIOS médicos (que nos mostraram as marcas das mãos) e do investigador dizerem que isso poderia tê-lo matado. Depois de vários dias, se não semanas, estando ocupado com o trabalho (apenas trabalho com comissão e isso é minha única fonte de renda), nós tivemos uma confissão do agressor, dizendo que ele havia feito isso. MESMO ASSIM, esta pessoa ainda não foi presa pois eles tinham que construir um caso e um júri que o condenasse ANTES dele poder ir preso. Um detalhe: se eu não estiver enganado (se eu dou um soco na cara de uma pessoa e alguém chama a polícia, eu seria algemado imediatamente). Depois de DOIS meses esperando, nós soubemos que as queixas foram retiradas porque meu filho de um ano não pode dizer verbalmente que foi agredido, e que meu filho não demonstrou que estivesse com dor OU que esta pessoa fez isso “intencionalmente”. Eu estou TÃO furioso que eu não estou xingando porque espero que algo seja feito e que isso se torne viral. Eu fiz minha parte com DEUS e com os “conselhos” de vocês para não fazer justiça com minhas próprias mãos. FAÇA A SUA PARTE, vocês têm uma confissão verbal e uma evidência mostrando uma marca de mão!!!! Um morto não pode dizer quem o matou. No entanto, o mesmo não vale para um bebê, já que ele não pode falar???? Bom, um morto também não pode. ISSO É UMA BLASFÊMIA. Vocês esperaram 2 meses, se não mais, para nos dizerem isso??? Algo tem que ser feito. NINGUÉM pode bater em uma criança e sair impune porque a criança não pode te dizer verbalmente. Eu agradeceria sua ajuda na área de Portland se nós pudéssemos compartilhar isso ou marcar os jornais locais, etc.”

Nenhuma criança deveria passar pelo que este bebê passou. Podemos ver que a justiça na ralidade, muitas vezes é injusta!

Curta e compartilhe no facebook

ff

Veja também

loading...